BoituvaSP
Artigo publicado por Henderson Barbosa - 05/08/2014
AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE RÁDIOS COMUNITÁRIAS APROVA PROPOSTAS
" propostas referentes á luta das rádios e tvs comunitárias"
AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE RÁDIOS COMUNITÁRIAS APROVA PROPOSTAS  - BoituvaSP Cerca de 40 ativistas e representantes de entidades estiveram presentes hoje na audiência pública sobre rádios comunitárias realizada na sala 311 do Palácio Tiradentes, na ALERJ. A mesa, presidida pelo Dep. Estadual Carlos Minc (PT-RJ), e pelo Dep. Federal Jorge Bittar (PT-RJ), e composta também por Ângelo Ignácio (ARCO-RJ/MNRC), Tião Santos (Viva Rio) e Orlando Guilhon (FNDC/ARPUB) apresentou um conjunto de propostas referentes á luta das rádios e tvs comunitárias, e da democratização da comunicação em geral. Minc apresentou o PL 1797/2004, de sua autoria, que dispõe sobre o fomento das rádios e tvs comunitárias, que já tramitou por todas as comissões da ALERJ e pode ir à votação em plenário neste semestre. Além disso, denunciou a ação arbitrária, autoritária e ilegal da SEA, que ontem invadiu e fechou a Rádio Mulher (Complexão do Alemão). Bittar apresentou seu PL 490/2013, que propõe alterações substanciais à Lei 9.612/1998, que instituiu o Serviço de Radiodifusão Comunitária. Guilhon chamou a atenção pra necessidade de unificar todas as frentes de luta pela democratização da comunicação, e aproveitou pra convidar a todos e todas para participar da próxima reunião/plenária da FALERIO, nesta terça, 05/08, no Sind. Jornalistas do Rio. Tião Santos chamou a atenção pra necessidade de manter viva a chama do nosso movimento. Ângelo propos outras duas audiências públicas sobre o PL 490/2013, uma em Brasília-DF e outra em Florianópolis-SC, e que a FALERIO paute o debate sobre este PL numa de suas próximas reuniões.

Na sequência, fizeram uso da palavra vários outros ativistas e representantes de entidades, como o Prof. Adilson Cabral (UFF), a Prof. Heloisa Toledo (UFRJ), Irene Cassiano (TV Comunitária de Niterói), Cláudio Salles (Rádio Pop Goiaba/Sub Secretaria Cultura de Niterói), Mário Jakobskind (Sindicato Jornalistas-RJ/ Comissão DHLI ABI), Iara Moura (Intervozes), e representantes de outras rádios comunitárias, como Rádio Mulher, Rádio Maré e Rádio Bangu. As falas complementaram um painel sobre o movimento das rádios e tvs comunitárias, e apontaram para a necessidade de combinar diversas formas de luta, a luta institucional (Projetos de Lei e políticas públicas), com as lutas nas ruas e nas redes. Ao final, foi aprovada uma moção de denúncia sobre a repressão contra a Rádio Mulher, assinada por todas as entidades e ativistas presentes, e foi agendado um ato pública, na porta da SEA - Secretaria Estadual do Ambiente, na sexta, 08/08, às 11 hs. Registre-se a presença, também, de outros ativistas da FALERIO, como Edson Munhoz (CUT-RJ/SindPetro), Bira (Rádio Pedra Branca), Marcello Miranda (Instituto Telecom), entre outros.

veja também
Boituguia
BoituvaSP
BoituvaSP 2020 - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por BoituvaSP