BoituvaSP
Artigo publicado por Henderson Barbosa - 09/07/2013
Caçadores de Bons exemplos: O casal que percorre o mundo em busca de ações transformadoras
" “Fazer um intercâmbio de idéias positivas entre as regiões. Assim, podemos formar multiplicadores de ações sociais”"
Caçadores de Bons exemplos: O casal que percorre o mundo em busca de ações transformadoras - BoituvaSP Eles poderiam perguntar coisas do tipo: Onde esta o posto mais próximo ou onde fica o hotel da cidade? Mas a pergunta que fazem ao chegar em novos lugares define bem o objetivo do casal que desapegou de tudo o que tinha e caiu na estrada em busca de algo além de ganhar dinheiro, adquirir bens e cuidar da família somente. A pergunta é: Quem faz a diferença nesta cidade?

Caçadores de Bons Exemplos é o nome adotado por Iara e Eduardo Xavier quando começaram a viagem pelo Brasil em janeiro de 2011. “Somos um casal cansado de ouvir notícias ruins. Acreditamos que existem muito mais pessoas do bem do que ações negativas no mundo”, afirmam.

Eles contam que sentiam necessidade de fazer algo maior pelas pessoas, mas não sabiam o que e nem como suprir essa vontade. Então decidiram viajar por cinco anos para conhecer e conviver com exemplos que fazem a diferença pelo Brasil e no exterior. “Precisávamos conviver com pessoas que já fazem isso. Pessoas que pararam de olhar apenas para ‘seu próprio umbigo’ e olham para um todo”.

O carro transformou-se na casa de Iara e Eduardo.

O sonho antigo não precisou de muito planejamento, foram se permitindo e quando viram já estavam na estrada rumo a Minas Gerais, onde encontraram o primeiro bom exemplo e a certeza de que estavam no caminho. “Planejamos muitas coisas para fazer nestes cinco anos, mas o tempo foi modulando e deixando o que realmente importa. Hoje está acontecendo o que precisava acontecer, o resto ficou pelo caminho”, explicam.

O objetivo é percorrer todo o país e o exterior encontrando gente e instituições que fazem o bem e trazem melhorias para a vida das pessoas por meio de ações. Não estão preocupados em acarretar resultados ou promover grandes transformações e sim se emocionarem a cada encontro e poder compartilhar essa experiência do bem com o mundo.

A VIDA É UMA VIAGEM

“A vida passa rápido, como uma viagem e devemos ficar com as boas lembranças do caminho. Carregar em nossa bagagem não só roupas e matéria, mas sim o que fizemos com o próximo e pelo próximo. Nossa bagagem deve ter muitas fotografias de bons momentos e do bem que fizemos”,explica os Caçadores de Bons exemplos sobre o nome da expedição “A vida é uma viagem” que se tornou filosofia e os acompanham.

Para o casal, bons exemplos são aqueles que transformam. “Bom exemplo para nós é sinônimo de transformação. É aquele que faz algo a mais pela comunidade em que vive. É ir além do limite da comodidade e ‘botar a mão na massa’ para realmente resolver problemas sociais do país."

Na estrada descobriram que o povo brasileiro é caridoso e também acredita na mudança, diferente do que mostra os jornais. “Precisam apenas direcionar a solidariedade para ações menos assistencialistas e mais transformadoras”, dizem.

Para começar a praticar o bem o casal explica que não precisa ir muito longe, basta contribuir com aquilo que estiver ao seu alcance. “Ajude o próximo que está próximo de você! Não estamos falando de assistencialismo, mas sim de transformação de vidas! Coisas ruins sempre irão acontecer, mas, podemos neutralizá-las com ações positivas.”

COMO SE FAZ O BEM

A única regra seguida pelo casal é não pesquisar na internet sobre projetos. As ações são indicadas pelas pessoas que encontram no caminho. Estão certos de que tudo pode acontecer em um dia. Não há horários para refeições, locais para banhos e nem para o repouso. “A única certeza é que no fim de semana postamos no nosso blog os projetos que encontramos pelo caminho”.

O carro se transformou em morada e foi adaptado a suprir algumas necessidades como panelas e frigobar para as refeições e uma barraca automotiva para repouso quando não são convidados a dormir na casa de algum morador.

O casal fala sobre o que os move a permanecer na estrada durante tanto tempo: “Acreditamos que todo mundo tem o bem no coração. Divulgando estas ações positivas e estes bons exemplos, as pessoas podem fazer o mesmo em suas cidades, transformando-se em multiplicadores ou podem ajudar aqueles que já fazem estas ações.”

A maior dificuldade encontrada pelo casal é a falta de patrocínio e não possuir um banheiro.

A única coisa que realmente acham necessária para realizar uma ação como essa é a vontade de fazer acontecer. “É necessário apenas a força de vontade e acreditar no sonho. O resto é detalhe”.

Muitas são as dificuldades encontradas no caminho, pois apesar de terem vendido tudo que tinham não eram ricos e a falta de apoio e patrocínio tem trazido alguns obstáculos superados com amor e perseverança por eles. A falta de banheiro também é um das grandes dificuldades encontradas por Iara e Eduardo. “Foi uma mudança radical em nossas vidas”, diz eles.

A SEMENTE NO CAMINHO

Até o momento já registraram mais 600 boas ações em 133.855 km percorridos por terra, mar e ar, passando pelos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Amapá. "O que nos importa é a ação positiva que as pessoas realizam. Não importa o foco ou religião, o importante é fazer a diferença naquela comunidade”.

O pagamento pela atitude do casal vem em forma de histórias como a de uma senhora que após ler as ações encontradas por eles entrou em contato e disse que se sentia mal por nunca ter feito algo por alguém. Mas que a partir daquele dia confeccionaria enxovais para grávidas carentes. “Quantas pessoas leram sobre os bons exemplos e estão agindo? Talvez nunca iremos saber à proporção que alcançaremos, mas saberemos que a visão de alguns perante o mundo foi mudada”, dizem.

Iara e Eduardo Xavier, os Caçadores de Bons Exemplos.

O sonho do casal é fazer uma revista ou livro de cada estado percorrido para catalogar as ações encontradas e distribuir as publicações gratuitamente para motivar mais pessoas a fazer o bem. “Fazer um intercâmbio de idéias positivas entre as regiões. Assim, podemos formar multiplicadores de ações sociais”, dizem.

Quando indagados se uma ação como a deles poderia mudar o mundo a resposta vem com um sorriso. “Sim! Tudo o que o ser humano faz pode mudar o mundo. Então, por que não tentar? Talvez não mudaremos todo o planeta Terra, mas pelo menos “mudamos” o mundo das pessoas que conhecemos pelo caminho. Sabe como? Fazendo com que elas reflitam sobre suas vidas” conclui o casal.

www.cacadoresdebonsexemplos.com.br

O que são os Caçadores de Bons Exemplos?
Somos um casal cansado de ouvir notícias ruins. Acreditamos que existem muito mais pessoas do bem do que ações negativas no mundo.
Desde quando existe esse projeto?
Começamos a Expedição em 01-01-2011.
Como foi idealizado esse projeto?
A história é longa, mas resumindo… Nós acreditamos que estamos no mundo para contribuir com algo. Mas o que fazer?
Sem saber o que fazer…como fazer…mas tendo a certeza que precisávamos fazer. Decidimos: Vamos mudar o nosso mundo. Como? Conhecendo e convivendo com pessoas que pararam de olhar para o próprio umbigo e pensam no coletivo.
Acreditamos que a vida não tem sentido se focarmos apenas em trabalhar para ganhar dinheiro, adquirir bens e mais bens materiais, cuidar de nossa pequena família e ponto final. Precisamos fazer algo mais, fazer algo por toda a nossa comunidade.
Assim nasceu a idéia de fazermos uma viagem durante 5 anos pelo mundo em busca destes bons exemplos. Descobrindo pessoas que fazem a diferença em suas cidades.
Ok…mas como iremos contribuir para um mundo melhor? Pensamos…Vamos compartilhar estas informações para que motivem também outras pessoas!
Vendemos tudo o que tínhamos e pegamos a estrada em janeiro de 2011.
Como foi realizado o planejamento?
Planejamos muitas coisas para fazermos nestes 5 anos, mas o tempo foi modulando e deixando o que realmente importa. Hoje está acontecendo o que realmente precisava acontecer, o resto ficou pelo caminho.
Por quanto tempo vocês planejaram?
Este é um sonho antigo, mas planejamento de o que precisávamos na expedição, deixamos acontecer naturalmente.
Sabíamos que iríamos iniciar em janeiro de 2011, e nos adaptaríamos no caminho de acordo com o que fossemos precisando.
Se você planejar e esperar para fazer algo quando estiver pronto…esqueça! Você não fará nunca.
Porque A vida é uma viagem? O que querem dizer com isso?
Que devemos aproveitar cada minuto de nossa vida para fazermos algo de bom. A vida passa rápido, como uma viagem e devemos ficar com as boas lembranças do caminho. Carregar em nossa bagagem não só roupas e matéria, mas sim o que fizemos com o próximo e pelo próximo. Nossa bagagem deve ter muitas fotografias de bons momentos e do bem que fizemos.
Por quais lugares já passaram?
Já percorremos Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e agora estamos no estado do Amapá.
Quais lugares ainda visitarão?
Passaremos por todos os estados brasileiros até 2014 e 2015 iremos para o exterior.
Quantos km já percorreram?
Já percorremos 133.855 km por terra, mar e ar, nestes 29 meses de projeto.
Como selecionaram os locais?
Desde o princípio, temos como regra não pesquisar na internet sobre projetos. Assim vamos sendo direcionados pelas pessoas que encontramos pelo caminho. Já temos os meses que estaremos em cada estado, mas as cidades são as pessoas que encontramos pelo caminho que vão nos indicando.
Como ficam instalados?
Dormimos nas casas das pessoas ou pousadas quando somos convidados, mas normalmente dormimos em uma barraca automotiva que temos no teto do carro.
Como é a rotina de vocês?
Não temos uma rotina fixa. Não temos horários para o almoço ou para dormir. Na maior parte dos dias não sabemos nem onde vamos dormir ou tomar banho. Nossa expedição é muito dinâmica.
As vezes as pessoas vão nos indicando e quando vemos, no fim da tarde visitamos 3 projetos.
Outras vezes, rodamos o dia todo até chegar em uma determinada cidade.
A única certeza é que no fim de semana postamos no nosso blog os projetos que achamos merecedores de divulgação.
Quanto tempo costumam passar em cada local?
A média são 2 dias em cada cidade, mas pode variar com a quantidade de indicações.
Como descobrem os bons exemplos?
Chegamos nas cidades e vamos para as ruas perguntar quem é um bom exemplo naquela comunidade, quem faz a diferença ali. Assim as pessoas vão nos direcionando.
Quantas instituições já visitaram?
Instituições foram mais de 500 que registramos, mas tem também as pessoas que fazem gestos maravilhosos, que mesmo sendo pontuais, mudam vidas.
O que vocês pesquisam durante a vista?
Pesquisamos a ação positiva e o que motivou as pessoas à fazerem algo para o próximo.
O que aconteceu em suas vidas que deixaram de ser sensíveis com um problema e as mobilizou para agir em favor do próximo.
Os projetos visitados podem ter qualquer foco?
O que nos importa é a ação positiva que as pessoas realizam. Não importa o foco ou religião, o importante é fazer a diferença naquela comunidade.
Quais foram algumas das experiências mais impressionantes?
Cada ação tem sua qualidade em particular. Todas são maravilhosas porque todas nasceram do amor, da vontade de ajudar alguém. Se fossemos listar aqui as que mais nos impressionaram, teríamos que listar no mínimo 100.
Vou contar uma história nossa que nos emociona muito: Temos como ideal que, se alguém agir em favor do próximo baseado nas histórias que estamos contando, isso seria uma grande pagamento. Não pagamento financeiro e sim emocional. Nosso sonho é fazer uma revista ou livro de cada estado brasileiro. Conseguimos fazer uma revista de Minas Gerais, com 10.000 exemplares que distribuímos gratuitamente. 2/3 dos custos pagamos com nosso dinheiro e o restante foi graças a amigos e parentes que nos ajudaram. Muitas pessoas nos ligam e mandam e-mails dizendo que estão replicando em suas cidades estas ações, baseadas nas histórias da revista.
Estas atitudes nos mostraram que estamos no caminho certo. Quantas pessoas leram sobre os bons exemplos e estão agindo? Talvez nunca iremos saber a proporção que alcançaremos, mas saberemos que a visão de alguns perante o mundo foi mudada.
Tiveram alguma experiência negativa?
Ficamos muito tristes quando as pessoas não acreditam ter ações positivas no mundo. As vezes existe um projeto fantástico do seu lado , mas a pessoa não sabe. Focam nas tragédias e não nas ações positivas.
Já nos ocorreu várias vezes de perguntar e a pessoa dizer: “Aqui? Aqui vocês não vão encontrar bom exemplo não. Ninguém faz nada por ninguém não.” E isso nos deixa muito trsite.
Qual o objetivo de vocês quando concluírem essa expedição?
Temos como objetivo plantar uma sementinha do bem no coração das pessoas. Mostrar que existem muitas ações positivas e que elas podem se mobilizar também para construirmos uma sociedade melhor.
Como vocês acreditam que isso pode transformar ou ajudar na transformação da sociedade?
Acreditamos que todo mundo tem o bem no coração. Divulgando estas ações positivas e estes bons exemplos, as pessoas podem fazer o mesmo em suas cidades, transformando-se em multiplicadores ou podem ajudar aqueles que já fazem estas ações.
Se a pessoa tiver disponibilidade, está em nosso blog ótimas idéias, se por algum motivo não possam, que ajudem aqueles que já fazem algo transformador, continuarem suas ações.
Após terminarem a expedição o que pretendem fazer com todas as informações coletadas e pretendem da continuidade ao projeto? Como?
Estamos tendo a oportunidade de conviver com muitas ações maravilhosas de ajuda ao próximo. Não conseguiremos esquecer tudo o que estamos vivendo.
Quando voltarmos iremos escrever um livro relatando todas as informações que coletamos pelo caminho, mas principalmente queremos aplicar todas as nossas experiências na comunidade que iremos viver.
Porém acreditamos que estas ações não podem esperar 5 anos para serem divulgadas em um livro, no final da expedição. O momento de agir é Hoje, é Agora!
Por isso, nosso maior sonho hoje é fazer um intercâmbio de idéias positivas entre as regiões. Fazer uma revista ou um livro de cada estado brasileiro com os bons exemplos que conhecemos pelo caminho, simultaneamente à expedição. Assim, podemos estar formando multiplicadores de ações sociais neste momento.
O que para vocês é considerado um bom exemplo?
Bom exemplo para nós é sinônimo de transformação. É aquele que faz algo à mais pela comunidade em que vive. É ir além do limite da comodidade e ” botar a mão na massa” para realmente resolver problemas sociais.
Como vocês veem o Brasil no que se relaciona a transformação da sociedade, a solidariedade ao próximo?
O povo brasileiro é muito solidário, precisa apenas direcionar a solidariedade para ações menos assistencialistas e mais transformadoras.
Qual a mensagem que vocês nos deixam?
Ajude o próximo que está próximo de você! Não estamos falando de assistencialismo, mas sim de transformação de vidas! Coisas ruins sempre irão acontecer mas podemos neutralizá-las com ações positivas.
Se inspirem em BONS EXEMPLOS e façam a sua parte para melhorar a sua comunidade!
Acompanhem a Expedição Caçadores de Bons Exemplos em A vida é uma viagem pelo site www.cacadoresdebonsexemplos.com.br
Um forte e fraterno abraço para todos os que queiram nos acompanhar nesta grande viagem do BEM!

veja também
Boituguia
BoituvaSP
BoituvaSP 2018 - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por BoituvaSP