BoituvaSP
Artigo publicado por Henderson Barbosa - 02/06/2013
Delegado da PF responderá a inquérito por apreender equipamentos de jornalista
"o policial confiscou um computador, um gravador e um leitor de cartões USB do repórter, sem apresentar nenhum tipo de justificativa para o ato."
Delegado da PF responderá a inquérito por apreender equipamentos de jornalista - BoituvaSP O delegado Alcídio de Souza Araújo, da Superintendência da Polícia Federal do Mato Grosso do Sul, responderá a inquérito interno pela apreensão irregular de equipamentos do jornalista Ruy Sposati, do Conselho Indigenista Missionário (Cimi). No último sábado, 18, durante ação de desocupação de indígenas da etnia Terena da fazenda Buriti, no município de Sidrolândia, o policial confiscou um computador, um gravador e um leitor de cartões USB do repórter, sem apresentar nenhum tipo de justificativa para o ato.


Delegado da Polícia Federal apreendeu equipamentos de jornalista sem justificativa (Imagem: Reprodução/Youtube)
O advogado do Cimi, Adelar Cupsinski, informou, pelo site da entidade, que entrará com representações contra Araújo no Ministério da Justiça, no Ministério Público Federal e na Ouvidoria da Polícia Federal. “O delegado não tinha ordem de busca e apreensão e feriu explicitamente o direito constitucional do exercício de profissão do jornalista. Em um segundo momento, entraremos também com processo por danos morais e materiais”, disse.

De acordo com o site Repórter Brasil, o delegado não está autorizado a se pronunciar enquanto não apresentar relatório justificando o procedimento. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (SindJor-MS) demonstraram solidariedade ao repórter e acompanham a questão.

veja também
Boituguia
BoituvaSP
BoituvaSP 2020 - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por BoituvaSP